ar condicionado carro

4 mitos do ar condicionado automotivo que todo motorista deve conhecer

Com os verões cada vez mais quentes e um mercado consumidor mais exigente, o ar condicionado automotivo já deixou de ser um luxo e é oferecido como item de fábrica ou opcional em praticamente todos os veículos à venda no Brasil.

Porém, apesar de ter se tornado mais popular e cada vez mais presente nos veículos brasileiros, ele ainda é cercado de mitos e dúvidas. Nesse post, vamos desmistificar alguns dos principais mitos associados ao uso do ar condicionado. Confira!

Com o tempo, o ar condicionado automotivo perde o gás

O gás do sistema de ar condicionado é um dos principais alvos de mitos. Há quem deixe de ligar o ar condicionado para evitar que o gás fique “gasto” e acabe, ou mesmo quem acredite que o gás fica velho com o tempo. Isso não é verdade.

Se estiver tudo certo com a manutenção do carro, o gás do ar condicionado não vai vazar: isso só acontece em caso de defeito. O mesmo vale para o mito de que o gás do ar condicionado envelhece. Com a manutenção correta, ele deverá funcionar perfeitamente durante toda a vida útil do seu veículo.

O consumo aumenta pela metade com o ar condicionado ligado

Outro mito comum é o de que o ar ligado faz com que o carro consuma muito mais combustível. Embora seja verdade que o uso do ar condicionado tenha impacto no consumo do veículo, a queda no rendimento está longe de ser tão drástica: com o ar ligado, o carro consome cerca de 10% a 20% a mais na cidade. Muito longe dos 50% que algumas pessoas acreditam.

Na estrada, o gasto a mais é compensado: andar com os vidros abertos a mais de 80 km/h interfere na aerodinâmica do carro e faz com que o consumo de combustível aumente. Além de ser mais confortável viajar com o ar condicionado ligado, você acaba gastando menos do que rodando com os vidros abertos.

Não usar o ar condicionado preserva o sistema

Esse mito está relacionado ao primeiro: muitas pessoas evitam usar o ar condicionado automotivo para não “gastar”. Além de não ser verdade, essa prática também é equivocada e pode até mesmo prejudicar o sistema.

Para que o ar condicionado funcione adequadamente, ele deve ser utilizado pelo menos uma vez na semana por no mínimo 10 minutos para fazer circular o gás e o óleo no sistema, o que garante a lubrificação e evita o ressecamento das peças.

Mais velocidade deixa o carro mais gelado

Esse é um mito recente, que vem junto dos novos sistemas de ar condicionado digitais. Na verdade, a velocidade (ou potência) do ar condicionado só interfere no tempo que o veículo vai levar para chegar à temperatura desejada.

Você pode até aumentar a velocidade no início para que o carro esfrie mais rápido, mas o sistema de ar condicionado é capaz de atingir a temperatura desejada mesmo nas velocidades mais baixas.

Gostou de saber mais sobre os mitos do ar condicionado automotivo? Esse equipamento veio para trazer mais conforto ao dirigir e deve ser usado sem medo. Afinal, nada mais estressante do que sentir calor no trânsito, concorda? Se você tem outras dicas ou conhece outros mitos sobre o uso do ar condicionado no carro, deixe um comentário!

Aluguel de carros Brasil

1 responder

Comentários estão encerrados.